Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Alertas \ Artigo

MATERNIDADES colaboram para o DESMAME PRECOCE

Por: Folha de São Paulo

Maternidades de SP oferecem leite artificial a recém-nascidos

 

   

 

RACHEL BOTELHO
GABRIELA CUPANI
DE SÃO PAULO

 

 

Maternidades andam oferecendo complemento alimentar a recém-nascidos, o que prejudica o aleitamento e contraria regras da Sociedade Brasileira de Pediatria.

 

Breno, 11 meses, nasceu na Beneficência Portuguesa, em São Paulo. Até ter alta, recebeu leite artificial. Justificativa: a mãe precisava descansar do parto. "Eu e ele estávamos bem, não tinha razão para isso", diz a mãe, a professora Lívia Ledier, 29.

 

 

Na época, a mãe de Breno não questionou o hospital. "Estava muito emocionada." Em meio ao turbilhão do pós-parto, a falta de informação dos pais sobre a importância da amamentação exclusiva abre uma brecha para essa conduta nas maternidades.

"Infelizmente, isso é comum", diz Keiko Miyasaki Teruya, da Sociedade Brasileira de Pediatria, entidade que prega amamentação exclusiva até os seis meses.

 

GÊMEOS

A assistente de importação Carla Pestana deu à luz duas meninas na Casa de Saúde Santos. "Eu estava ótima", diz. Mas deram complemento para Manuela e Tarsila.

O leite não descera no segundo dia e, conforme a enfermeira, as gêmeas não podiam esperar mais.

"A pediatra me convenceu de que eu não teria leite para as duas e que entraria no leite artificial mesmo", diz Carla.

Segundo Teruya, o bebê pode ficar até cinco dias sem comer, e a mãe pode muito bem amamentar dois bebês.

É o que diz a pediatra Elsa Giugliani, do Ministério da Saúde. "A produção de leite só depende do estímulo."

 

RAZÕES

A OMS tem uma lista de razões aceitáveis para o uso do leite artificial. Mas há situações não listadas em que a complementação se justifica, como quando o bebê ou a mãe tem algum problema.

Laís nasceu em abril, na maternidade São Luiz. Com hipotonia (problema que dificulta a sucção), tomou suplemento por sonda, na UTI. O médico disse que a mãe deveria esperar para dar o seio.

"Dois dias após nascer, ela já ficava no meu peito e tomava complemento na mamadeira depois", diz a pedagoga Cristiana Odakara, 32.

Para Teruya, está errado. "Se o bebê não tem sucção, o certo é dar leite materno por sonda, depois por copinho e depois estimular a sugar."

Para a mãe, a mamadeira acostumou Laís a esse tipo de bico, acelerando o desmame.

A arquiteta Fernanda Eiras teve prematuras na Pró-Matre. Custou a se recuperar, não amamentou-as logo. As crianças foram consideradas de baixo peso. A complementação foi recomendada.

"O ideal é leite da mãe ou do banco. Artificial, só em último caso", diz Giugliani.

 

Leia mais aqui no www.aleitamento.com

 

4/5/2009
 

RAZÕES MÉDICAS ACEITÁVEIS para indicação de COMPLEMENTAÇÃO: Passo 6 da IHAC 

 

14/4/2010
 

OMS: PROTOCOLO para PRESCRIÇÃO de FÓRMULAS para RNs: Passo 6 da IHAC 

 


Última atualização: 9/6/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital