Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

CHUPETA faz bebê deixar o peito !

Por: Jairo Marques

 

Pesquisa mostra que uso de bicos pode antecipar abandono da AMAMENTAÇÃO

 
Bebês que usam chupeta têm mais que o dobro de chances de deixar de mamar exclusivamente no peito da mãe do que aqueles que não usam o bico. A constatação está na pesquisa realizada com 250 bebês recém-nascidos do Hospital das Clínicas de Porto Alegre (RS) e que está sendo divulgada pela  Sociedade Brasileira de Pediatria para lembrar a Semana Mundial da
 Amamentação.

O uso da chupeta é desaconselhado pela OMS (Organização Mundial da Saúde),  mesmo assim, levantamento feito pelo Ministério da Saúde, em 1999, revelou que, entre os bebês nascidos nas capitais brasileiras, 53% recebiam o bico.
 Das crianças pesquisadas no hospital, que tem o título de "Amigo da
 Criança", 50,8% das que usavam chupetas deixaram de ser amamentadas antes dos seis meses de vida. Dos bebês que não faziam uso do bico, 22,4% abandonaram o aleitamento antes dos seis meses.
 Em relação ao aleitamento exclusivo (aquele em que o bebê se alimenta apenas do leite de mãe), os dados são ainda mais incisivos. Dos bebês que usavam chupeta e só consumiam o leite materno, 73,1% perderam o hábito antes dos dois meses de vida, contra 44,9% dos que não usavam o bico.


 "A criança que usa chupeta vai menos ao peito da mãe. Assim, a mama passa a ser menos estimulada a produzir leite. A mãe começa a oferecer outro tipo de leite. Há também outra constatação de que a sucção da chupeta não é a mesma da mama", disse a pediatra Elsa Regina Giugliani, coordenadora da pesquisa e reconhecida como uma das maiores especialista em amamentação do país.

 Do total de crianças que participaram do levantamento, 61,6% já estavam usando bico na primeira semana de vida. Sendo que a mãe ofereceu o bico em 72% dos casos. Em seguida vieram as avós e depois os pais. Em 20,4% das ocorrências, o bico já foi levado para a maternidade antes do parto.

 Dentre as características apresentadas pelos bebês que usavam bico, o estudo detectou que: a maioria era do sexo masculino, de famílias com baixo poder aquisitivo e com baixo peso. Outros estudos chegaram a apontar que crianças expostas à fumaça de cigarro também podem ser incentivadas a usar do bico.

 "Os garotos são mais irrequietos e grudões. Isso acaba por fazer algumas mães colocar o bico na boca do bebê para acalmá-lo", disse Giugliani.

 FONTE - www.folha.com.br - 07/10/03

www.aleitamento.com


Última atualização: 13/5/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital