Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

PORTUGAL: + 1 Hospital Amigo

Por: Observatório do Algarve - Faro, Portugal, janeiro de 2007

 
PORTIMÃO pode se tornar o segundo Hospital amigo dos bebés
        (escrito em português de Portugal)


O Hospital do Barlavento Algarvio, em Portimão, poderá ganhar este ano o certificado de
 
"hospital amigo dos bebés"
 
(Hospital Amigo da Criança = Baby-Friendly Hospital)
 
uma distinção da UNICEF que premeia o incentivo do aleitamento materno.

Aquela unidade de saúde está desde 1997 a incentivar o aleitamento materno nos recém-nascidos e no início deste ano criou uma comissão para preparar o programa de candidatura ao título "Amigos dos bebés", pretendendo estar em condições de se candidatar ao título ainda este ano.

O certificado "hospital amigo dos bebés" foi criado no início da década de 90 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e actualmente só o Hospital Garcia de Orta, a Sul do Tejo, é que o recebeu.

"Gostaríamos de ter, dentro de seis meses, tudo pronto para nos candidatarmos, mas se não conseguirmos, vamos manter a filosofia de apoiar e proteger a amamentação", disse à Lusa a enfermeira Mercês Nunes, membro da comissão "Amigos dos bebés" e conselheira de amamentação.

Para ganhar e manter o título "hospital amigo dos bebés", a instituição hospitalar tem de cumprir "dez mandamentos" *, adoptando programas de formação a toda a equipa médica e apoio às mães para que consigam amamentar os bebés pelo menos até aos seis meses de idade.

Os enfermeiros do Hospital do Barlavento Algarvio receberam formação entre Janeiro e Março de 2006, só faltando neste momento os médicos e auxiliares, explicou a enfermeira Mercês Nunes.

Escrever uma norma sobre aleitamento materno e transmiti-la rotineiramente a todos os elementos da equipa de cuidados de saúde e ajudar as mães a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto são dois dos dez mandamentos exigidos pela UNICEF.

Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos, não dar a recém-nascidos nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que seja indicado pelo médico, são outras das regras a levar a cabo por um Hospital Amigo dos bebés".

PENTEAR a MAMA ?!

É importante que as mães conheçam conceitos como "pentear a mama" (massajar de forma suave), "alojamento conjunto" (mães e bebés juntos 24 horas), ou dar de mamar na primeira meia hora pós parto para facilitar a produção do leite materno, explicou a enfermeira Mercês.

Criar o cantinho da amamentação para as mães aprenderem a dar de mamar e esclarecerem dúvidas e, mais tarde, espalhar uma rede de cantinhos de amamentação entre os centros de saúde da região algarvio é outro dos objectivos do Hospital do Barlavento Algarvio, conta conselheira de aleitamento.

Em Fevereiro deste ano, uma comissão da UNICEF vai deslocar-se ao Algarve para avaliar os trabalhos de programação para a candidatura ao título de "hospital amigos dos bebés", acrescentou aquela responsável.
 
 

"Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno *"

 

A Iniciativa da OMS/UNICEF/Ministério da Saúde denomina de Hospital Amigo da Criança, a Maternidade que cumpre estes 10 passos.

 

Todos os estabelecimentos que oferecem serviços obstétricos e cuidados a recém-nascidos deveriam:

   1. Ter uma norma escrita sobre aleitamento, que deveria ser rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde;

   2. Treinar toda a equipe de cuidados de saúde, capacitando-a para implementar esta norma;

   3. Informar todas as gestantes sobre as vantagens e o manejo do aleitamento;

   4. Ajudar as mães a iniciar o aleitamento na primeira meia hora após o nascimento;

   5. Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos;

   6. Não dar a recém-nascidos nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que tal procedimento seja indicado pelo médico;

   7. Praticar o alojamento conjunto – permitir que mães e bebês permaneçam juntos – 24 horas por dia.

   8. Encorajar o aleitamento sob livre demanda;

   9. Não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas ao seio;

  10. Encorajar o estabelecimento de grupos de apoio ao aleitamento, para onde as mães deverão ser encaminhadas por ocasião da alta, no hospital ou ambulatório.

 

 

 

(*) "Proteção, Promoção e Apoio ao Aleitamento Materno - o papel especial dos serviços materno-infantis". Uma declaração conjunta OMS/UNICEF 1989.

 

Leia mais sobre a IHAC aqui no www.aleitamento.com na seção Profissionais - Coleção Amiga.
 

Fechar

Última atualização: 9/2/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital