Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Pesquisas \ Artigo

ESTUDO COMPROVA: AMAMENTAÇÃO EXCLUSIVA DIMINUI RISCO de HIV

Por: AIDS 2005, 19:699-708.

Amamentação exclusiva reduz o risco de transmissão de HIV-1 pós-natal e aumenta a sobrevivência de lactentes livres do HIV

 

Objetivos:

A promoção da amamentação exclusiva a fim de reduzir o risco de transmissão de HIV 1 pós-natal é baseada em dados limitados. No contexto de uma tentativa de suplemento de vitamina A no pós parto, nós providenciamos educação e aconselhamento em relação à alimentação infantil e HIV, coletamos informações sobre práticas de alimentação infantil, e medimos infecções e mortes infantis associadas.

Materiais e Métodos:

Um total de 14.110 pares mãe-RN foram envolvidos na pesquisa, aleatoriamente inscritos no grupo de tratamento com vitamina A após o parto, e foram acompanhados durante 2 anos. Basicamente, durante 3 meses e 6 semanas, mães foram questionadas se ainda estavam amamentando, e se algum dos 22 líquidos ou alimentos apresentados foram oferecidos ao bebê.

Resultados:

Havia um total de 4.495 mães com teste de HIV positivo; 2.060 dos seus bebês estavam vivos, com reação de polimerase em cadeia negativa em 6 semanas; e foram providenciadas informações completas sobre a alimentação destes. Todos os bebês foram inicialmente amamentados. O PNT absoluto (definido como um teste de HIV com resultado positivo feito após a sexta semana de teste de HIV negativo) foi de 12,1%, dos quais 68% ocorreram após 6 meses. Comparado com a amamentação exclusiva, a amamentação dada juntamente com outros tipos de alimento, de acordo com o PNT, foi associada com um risco aumentado de 4,03 vezes após 6 meses, de 3,79 vezes após 12 meses, e de 2,60 vezes após 18 meses. Os bebês alimentados predominantemente com o leite materno (mas ainda havendo outros tipos de fonte alimentícia) foram associados com um risco aumentado de 2,63 vezes após 6 meses, 2,69 vezes após 12 meses, e 1,61 vez após 18 meses.

Conclusão:

A amamentação exclusiva pode reduzir substancialmente o risco de transmissão de HIV-1 pós-natal associada à amamentação.

 

ILIFF, P.J., PIWOZ, E.G., TAVENGWA, N.V., ZUNGUZA, C.D., MARINDA, E.T., NATHOO, K.J., MOULTON, L.H., WARD, B.J., the ZVITAMBO study group and HUMPHREY, J.H. Early exclusive breastfeeding reduces the risk of postnatal HIV-1 transmission and increases HIV-free survival. AIDS 2005, 19:699-708.

Este artigo foi traduzido pelas estudantes Fernanda Chuva e Monica Mello da Faculdade de Medicina - UFRJ – 3º período (I/2005), como uma das atividades da disciplina PINC – Programa de Iniciação Científica, sob supervisão do Prof. Marcus Renato de Carvalho


Última atualização: 2/2/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
25 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital