Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Geral \ Artigo

DECLARAÇÃO de DIREITOS do PREMATURO: um livro, um MANIFESTO!

Por: Marcus Renato de Carvalho

Uma Declaração Universal de Direitos para o Bebê Prematuro

Edição Comentada - 2011

 

                                                                                     Lançada em 2009 durante as comemorações brasileiras dos 30 anos do Método Mãe Canguru, a Declaração Universal de Direitos para o Bebê Prematuro é formada de 12 artigos que buscam fazer uma leitura ampliada do bebê nascido prematuramente, afirmando a necessidade de um apoio social à essa grave intercorrência que segundo dados da OMS acomete mais de 13 milhões de nascimentos por ano no mundo inteiro. A incidência tem crescido no Brasil. Vamos nos aproximando perigosamente do índice de 10% de todos os nascimentos. Um numero gigantesco. Um dado impressionante.

 

O conteúdo da Declaração Universal encontrou grande aceitação por parte dos profissionais cuidadores envolvidos com o bebe prematuro e revelou uma unissonoridade em relação a esses direitos humanos inegociáveis aplicados ao nascimento prematuro.

 

São 12 artigos que se iniciam com o nascimento , chegam ao aleitamento materno passando pela tecnologia respeitosa com o equilíbrio do bebê e tocam a família e a importância de seu envolvimento nesse cuidado.

 

Ao perceber a necessidade de aprofundamento na fundamentação de cada um desses 12 artigos, convidamos profissionais das mais diversas áreas da atividade do cuidado, bem como pais prematuros que ofereceram sua contribuição em forma de belíssimos relatos, possibilitando uma experimentação da vivencia prematura o mais ampliada possível, do cuidador ao entorno do ser que é cuidado, desopacificando a visão segmentar e meramente clinica, bioquímica e farmacológica com que aprendemos a lidar com a prematuridade.

 

Nasceu então a edição comentada.

 

12 artigos escritos em 19 linguas: português, inglês, francês, espanhol, alemão, italiano, russo, árabe, hebraico, chinês, japonês, kikongo, um idioma índio brasileiro (macro-je, falado pela tribo carajá), indi, panjabi, tailandês, húngaro, dinamarquês e turco, permeados com fotos, desenhos, páginas coloridas delicadamente ilustradas, poemas ilustrando com rimas cada artigo, belíssimos comentários nascidos das mãos de mais de 40 colaboradores entre profissionais, gestores, especialistas em direito e comoventes depoimentos maternos.

 

A Edição Comentada da Declaração Universal é agora apresentada em volume impresso em papel 90 g, formato 21x21cm, com dupla capa (supremo 250 g) ,num total de 188 páginas. A edição foi impressa na Editora Grafbel, Campos dos Goytacazes. A tiragem da edição é de 2000 exemplares.

 

Da Colômbia participa o Dr Hector Martinez, criador do Método Mãe Canguru. Da Argentina, a Presidente da APAPREM, Andrea Dolce. Amigos de Portugal, Espanha, Estados Unidos, Rio de Janeiro (UFRJ), São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia, Minas, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina... Tem-se a impressão de que o mundo inteiro se une em nome da causa prematura, da ampliação do cuidado, da valorização da presença materna, da contingencia, da gentileza, do respeito.

 

Esperamos contribuir para o fortalecimento da consciência da necessidade de ampliação do envolvimento da família no cuidado com o bebe, da sensibilização do profissional para a leitura do bebê além de sua bioquímica e do tratamento para além da sua farmacologia.

 

Seja bem-vindo a essa Declaração Comentada.

 

Baixe um pedacinho do livro e compre pela internet: http://www.alemdauti.com.br/

 

 

Eu sou um dos participantes / colaboradores e admiro muito este trabalho do meu irmão Luís!

 

“A Metodologia Mãe Canguru é a essência do cuidado que mãe e bebê prematuros

 merecem e têm direito em um momento de delicada fragilidade.”

 

Prof. Marcus Renato de Carvalho,  UFRJ


Última atualização: 23/11/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital