Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Geral \ Artigo

CARREIRA PROFISSIONAL não impede AMAMENTAÇÃO

Por: Camila Ciberi - UOL

Amamentação

x

carreira?

 

Por Camila Ciberi - Revista Baby & Cia, ed.19.

 

 

 

                Dedicar-se ao bebê durante os seus primeiros meses de vida é muito gostoso, mas, para as mamães que precisam voltar da licença-maternidade, a proximidade do quarto mês pode causar ansiedade e estresse. A despreparação desencadeia irritabilidade e desconforto tanto para a mãe quanto para o neném; por isso, antes de voltar efetivamente a trabalhar, ela precisa criar uma nova rotina para que seu pimpolho não sinta a brusca mudança.

 

 

Para começar

 

O ideal é aplicar a nova rotina até um mês antes da volta ao trabalho e, de preferência, sob a orientação do pediatra. "Juntos, a mãe e o pediatra podem criar um cronograma que seja ideal para cada tipo de bebê e de acordo com a necessidade da mãe", explica Márcia Regina da Silva, enfermeira obstetra e responsável pelo Grupo de Apoio ao Aleitamento Materno (GAAM) e pelo Curso para Gestantes do Hospital e Maternidade São Luiz. A partir desse cronograma, a mãe já pode tirar um pouco do leite e oferecê-lo à criança ao invés do peito, mostrando ao neném que ele pode se alimentar de outra maneira.

 

Armazenamento

 

Uma semana antes da volta ao trabalho, a mãe pode começar a estocar seu leite. O leite materno dura, em média, uma semana congelado e 24h na geladeira. "Ela pode optar por retirar o leite manualmente ou através de bombas elétricas", diz Márcia. Para a retirada manual, a mamãe deve manter as mãos sempre limpas, massagear as mamas e ordenhar. Caso ela prefira a bomba elétrica, o ideal é que esta seja uma com regulagem de pressão para não machucar o seio - é necessária uma instrução adequada para a manipulação da bomba.

O leite retirado deve ser armazenado em vidros esterilizados com tampa de plástico. "Não se deve manipular o leite guardado. Assim, a cada retirada, deve-se usar recipientes diferentes", explica Clery Bernardi Gallaci, pediatra do Hospital e Maternidade Santa Joana. Ela também aconselha a etiquetar os frascos com o dia e a hora do armazenamento para não haver confusão. Mesmo estando no trabalho, a progenitora pode fazer uma pausa, procurar um lugar tranquilo e retirar o leite sem problemas. Lembre-se de que ele deve ser mantido refrigerado e transportado sempre em uma bolsa térmica com gelo reciclável.

 

Na boquinha

 

Para dar o leite armazenado ao nenê, deve-se esquentá-lo em banho-maria. "É importante que nem a água nem o leite fervam. Caso contrário, eles perderão propriedades nutricionais", recomenda a enfermeira obstetra. O mesmo acontece com o aquecimento no forno de micro-ondas, que deve ser evitado ao máximo. Márcia também sugere que as procriadoras não usem a mamadeira para dar o leite aos seus filhotes:

 

"Se a mamãe oferece a mamadeira, o bebê pode se confundir com os bicos e desmamar com maior facilidade".

 

A alternativa são os copinhos especiais para os pequenos e os normais para quando eles ficarem maiorezinhos. Os copos não devem ter nenhuma saliência na borda, sendo obrigatório usar materiais que possam ser bem lavados e fervidos.

 

A última alternativa é dar o leite com colher, mas nem sempre se dispõe de uma pessoa para fazer isso.

...

"Mesmo com o bebê se alimentando por outros meios, a mãe não deve deixar de dar o peito, nem que seja uma vez por dia, até os dois anos de idade de seu bebê", aconselha a responsável pelo GAAM. Caso não seja possível continuar com o leite materno mais do que uma vez ao dia, o pediatra deve recomendar qual o melhor tipo de leite para substituir o materno e quais outros tipos de líquidos ou alimentos a criança poderá ingerir.

 

Sem complementos

 

Estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que os bebês estão sendo superalimentados devido à ingestão de leite em pó. A pesquisa mostrou que crianças alimentadas apenas com leite materno eram mais altas e magras, ao contrário daquelas que tiveram uma dieta complementada com leite em pó - que tinham o peso até 20% a mais do que o ideal. Por isso, evite complementar a alimentação do pequeno.

 

Pela lei

 

As mamães que amamentam também são protegidas por alguns artigos da legislação e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Elas poderão ser dispensadas do trabalho para amamentar e permanecer ausente enquanto durar a amamentação. A dispensa diária é constituída de dois horários em períodos distintos. Por exemplo, uma dispensa de manhã e outra à tarde, com duração máxima de 1h cada, até que o bebê complete seis meses.

 

Fontes: Decreto nº 24.273, de 22 de maio de 1934 / Artigo 9º do Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990) / Artigo 396 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

 

Passo a passo da ordenha manual

 

1. Lave cuidadosamente as mãos e os antebraços.

 

2. Não há necessidade de lavar os seios frequentemente.

 

3. Use máscara ou evite falar, espirrar ou tossir enquanto estiver ordenhando o leite.

 

4. Massageie, previa e delicadamente, a mama como um todo com movimentos circulares da base em direção à aréola. Esse procedimento deve ser feito preferencialmente pela nutriz. Assim, ela poderá localizar os pontos mais dolorosos.

 

5. Disponha de um vasilhame de vidro esterilizado para receber o leite. É preferível que o vidro seja de boca larga com tampa plástica, para que possa ser submetido à fervura durante cerca de 20 minutos.

 

6. Tenha à mão um pano úmido e limpo e lenços

de papel para a limpeza das mãos.

 

7. Procure estar relaxada (sentada ou de pé) em posição confortável.

 

8. O recipiente em que será coletado o leite materno (copo, xícara, caneca ou vidro de boca larga) deve estar esterilizado e posicionado próximo ao seio.

 

9. Com os dedos da mão em forma de "C", coloque o polegar na aréola acima do mamilo e o dedo indicador abaixo do mamilo na transição aréola-mama (em oposição ao polegar) e sustente o seio com seus outros dedos.

 

10. Use a mão esquerda para a mama esquerda e a mão direita para a direita ou use as duas mãos na mesma mama (uma em cada ou as duas juntas na mesma).

 

11. Pressione as mamas com o polegar e o dedo indicador - um em direção ao outro e levemente para dentro em direção à parede torácica. Evite pressionar demais, pois pode bloquear os ductos lácteos.

 

12. Comprima e solte duas vezes. Isso não deve machucar, mas, se doer, a técnica que você está fazendo está errada. A princípio, o leite pode não vir, mas, depois de pressionar algumas vezes, o leite começa a pingar.

 

13. Aperte as aréolas da mesma forma, a partir dos lados, para assegurar-se de que o leite está sendo extraído de todos os segmentos dos seios.

 

14. Evite esfregar ou deslizar seus dedos sobre a pele. O movimento dos dedos deve ser mais rotatório.

 

15. Tente não comprimir os mamilos entre os dedos. Dessa maneira, você não conseguirá extrair o leite. O mesmo acontece quando o bebê suga apenas os mamilos.

 

16. Ordenhe um seio por, pelo menos, 3-5 minutos até que o leite flua lentamente. Só depois, ordenhe a outra mama - e não se esqueça de fazer em ambos.

 

17. Ordenhar o leite do peito adequadamente leva aproximadamente 20-30 minutos em cada mama, especialmente nos primeiros dias - quando apenas uma pequena quantidade de leite pode ser produzida. É importante não tentar ordenhar em um tempo inferior ao estipulado aqui.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

 

 

Leia mais aqui no www.aleitamento.com na seção

BANCOS de LEITE HUMANO

 

 


Última atualização: 08/11/2010

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
25 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital