Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Geral \ Artigo

MANUAL do Ministério: AMAMENTAÇÃO e uso de MEDICAMENTOS e outras SUBSTÃNCIAS

Por: Marcus Renato de Carvalho

Amamentação e Uso de Medicamentos e Outras Substâncias

 

2010

 

                           

 

                           É muito frequente o uso de medicamentos e outras substâncias por mulheres que estão amamentando. A maioria é compatível com a amamentação; poucos são os fármacos formalmente contraindicados e alguns requerem cautela ao serem prescritos durante a amamentação, devido aos riscos de efeitos adversos nos lactentes e/ou na lactação.

 

No entanto, com frequência os profissionais de saúde recomendam a interrupção do aleitamento materno quando as mães são medicadas, muitas vezes porque desconhecem o grau de segurança do uso das diversas drogas (também referidas como medicamentos ou fármacos) durante o período de lactação. Por isso, cabe ao profissional de saúde, antes de tomar qualquer decisão, buscar informações atualizadas para avaliar adequadamente os riscos e os benefícios do uso de uma determinada droga em uma

mulher que está amamentando.

 

Visando auxiliar os profissionais de saúde nas suas avaliações quanto ao uso de drogas

durante a amamentação, o Ministério da Saúde, por meio da Área Técnica de Saúde da Criança

e Aleitamento Materno, em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Federação

Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), disponibiliza este Manual

contendo informações básicas sobre o uso de drogas durante o período da lactação.

 

Este Manual, uma atualização a versão editada pelo Ministério da Saúde em 2000, resulta

do esforço de um grupo de consultores que realizaram ampla revisão da literatura sobre medicamentos

e outras substâncias que podem ser transferidas para o leite materno e seus possíveis

efeitos no lactente e/ou na lactação. Sem dúvida, este Manual vem preencher uma lacuna percebida

pelos profissionais envolvidos na promoção, proteção e apoio à prática da amamentação

e será uma importante ferramenta para o fortalecimento da Rede Amamenta Brasil.

 

O aleitamento materno é uma prática de fundamental importância para a mãe, a criança e

a sociedade em geral, que deve ser sempre incentivada e protegida, salvo em algumas situações

excepcionais. Assim, não se justifica, na maioria das vezes, a interrupção da amamentação quando

a nutriz necessitar algum tipo de tratamento farmacológico, impedindo desnecessariamente

que mãe e criança usufruam dos benefícios do aleitamento materno. A indicação criteriosa do

tratamento materno e a seleção cuidadosa dos medicamentos geralmente permitem que a amamentação

continue sem interrupção e com segurança.

 

Espera-se que este Manual contribua para

que os profissionais de saúde tenham condições de optar, sempre que necessário, por medicações

de baixo risco para a mulher, a criança e a lactação, tornando possível o tratamento adequado da nutriz e a manutenção do aleitamento materno.

 

 

SUMÁRIO

 

APRESENTAÇÃO. . .  . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7

 

1 INTRODUÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8

2 IDENTIFICAÇÃO DAS DROGAS SEGUNDO A CATEGORIA DE RISCO .... . . . . . . . . . . . . . . 9

3 FARMACOLOGIA E LACTAÇÃO . .  . . . . 10

3.1 MECANISMOS . . . . . . . . . . . . . . . .  . . . . 10

3.2 MÉTODOS DE ESTIMATIVA DA EXCREÇÃO DE DROGAS PARA O LEITE HUMANO . ....... . 12

3.3 PRINCÍPIOS GERAIS DE PRESCRIÇÃO DE DROGAS DURANTE O PERÍODO DA

AMAMENTAÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  . . 12

4 GUIA DE MEDICAMENTOS. . . . . . . . . .  . . 14

4.1 MEIOS DE CONTRASTES RADIOLÓGICOS .14

4.1.1 Compostos radioativos. . . . . . . . . . . . . .  . . . . 14

4.1.2 Outros meios de contraste . . . . . . . . . . . .  . . . 16

4.2 AGENTES IMUNIZANTES . . . . . . . . . . . . . . . . . 18

4.2.1 Soros e Imunoglobulinas . . . . . . . . . . . . . . . . . 18

4.2.2 Vacinas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19

4.2.3 Agentes diagnósticos . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . 20

4.3 FÁRMACOS QUE ATUAM NO SISTEMA NERVOSO CENTRAL . . . . . . . . . . . . . . . . . 20

4.3.1 Antiepiléticos (anticonvulsivantes) . . . . . . . . . 20

4.3.2 Antidepressivos e estabilizadores do humor. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21

4.3.3 Antipsicóticos (neurolépticos) . . . . . . . . . . .. . 23

4.3.4 Antiparkinsonianos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . 25

4.3.5 Fármacos contra enxaqueca. . . . . . . . . . . .   . 26

4.3.6 Hipnóticos e ansiolíticos . . . . . . . . . . . . . . . . . 26

4.3.7 Fármacos usados no tratamento dos transtornos de déficit de atenção e

hiperatividade (TDAH) e psicoestimulantes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29

4.4 ANALGÉSICOS, ANTIPIRÉTICOS, ANTI-INFLAMATÓRIOS NÃO ESTERÓIDES E

FÁRMACOS PARA TRATAR GOTA. . . . . . . . . . .  30

4.4.1 Analgésicos não opióides e anti-inflamatórios não esteróides . . . . . . . . . . . . . . . 30

4.4.2 Analgésicos opióides . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31

4.4.3 Fármacos para tratamento da gota e antiartríticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32

4.5 ANESTÉSICOS E MIORRELAXANTES . . . . . 33

4.5.1 Anestésicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  33

4.5.2 Relaxantes musculares . . . . . . . . . . . . . . . . . . .34

4.6 ANTI-HISTAMÍNICOS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35

4.7 ANTI-INFECCIOSOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37

4.7.1 Antibióticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .37

4.7.2 Antifúngicos (sistêmicos) . . . . . . . . . . . . . . . . . 43

4.7.3 Antivirais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44

4.7.4 Fármacos antiamebíase e antigiardíase . . . . .45

4.7.5 Fármacos antileshimaniose . . . . . . . . . . . . . . . 45

4.7.6 Fármacos antimalária. . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  46

4.7.7 Fármacos antitripanossomíase . . . . . . . . . . . . 47

4.7.8 Fármacos anti-helmínticos . . . . . . . . . . . . . . . . 47

4.7.9 Fármacos tuberculostáticos . . . . . . . . . . . . . . . 48

4.7.10 Fármacos anti-hanseníase . . . . . . . . . . . . . . . 49

4.8 ANTISSÉPTICOS E DESINFETANTES . . . . . . .49

4.8.1 Antissépticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .49

4.8.2 Desinfetantes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ..50

4.9 DIURÉTICOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50

4.10 FÁRMACOS CARDIOVASCULARES . . . . . . .51

4.10.1 Vasopressores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .51

4.10.2 Antianginosos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .51

4.10.3 Antiarrítmicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 51

4.10.4 Anti-hiperlipêmicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 52

4.10.5 Anti-hipertensivos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .53

4.10.6 Fármacos utilizados para hipertensão pulmonar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 57

4.10.7 Cardiotônicos e fármacos usados no tratamento da insuficiência cardíaca. . . . . 57

4.11 FÁRMACOS HEMATOLÓGICOS E PRODUTOS DO SANGUE . . . . . . . . . . . . . . . . 57

4.11.1 Fármacos antianêmicos . . . . . . . . . . . . . . . . . 57

4.11.2 Fármacos que afetam a coagulação . . . . . . .58

4.11.3 Substitutos do plasma e frações plasmáticas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 59

4.11.4 Outros fármacos . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . 59

4.12 FÁRMACOS PARA O APARELHO RESPIRATÓRIO . . . . . . . . . . . ........ . . . . . . . . . . . . . . 60

4.12.1 Antiasmáticos . . . . . . . . . . .... . . . . . . . . . . . . . 60

4.12.2 Antitussígenos, mucolíticos, expectorantes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 61

4.12.3 Descongestionantes nasais.... . . . . . . . . . . . . 61

4.13 FÁRMACOS DE AÇÃO GASTROINTESTINAL. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62

4.13.1 Antiácidos e outras drogas antiulcerosas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62

4.13.2 Antieméticos e gastrocinéticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62

4.13.3 Antiespasmóticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63

4.13.4 Catárticos (laxantes) . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . 64

4.14 HORMÔNIOS E ANTAGONISTAS. . . . . . . . . . . 66

4.14.1 Corticosteróides . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 66

4.14.2 Androgênios . . . . . . . . . . . . . . . . ...... . . . . . . . . 67

4.14.3 Antidiabéticos orais e insulina . . . ...... . . . . . . 67

4.14.4 Hormônios tireoideanos e fármacos antitireoideanos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .................... 68

4.14.5 Contraceptivos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ..68

4.14.6 Ocitócicos, ergóticos, prostaglandinas, uterolíticos e antiocitócicos . . . . . . . . . 69

4.14.7 Outros antagonistas hormonais . . . . . . . . . . . ..70

4.14.8 Outros hormônios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  71

4.15 IMUNOSSUPRESSORES E ANTINEOPLÁSICOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 72

4.15.1 Imunossupressores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ....72

4.15.2 Antineoplásicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73

4.16 FÁRMACOS QUE AFETAM A HOMEOSTASIA MINERAL ÓSSEA . . . . . . . . . . . . . . . 76

4.17 FÁRMACOS PARA PELE E MUCOSAS . . . . . . .76

4.17.1 Escabicidas/pediculicidas. . . . . . . . . . . . . . . . . ..76

4.17.2 Antifúngicos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  77

4.17.3 Anti-infecciosos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .77

4.17.4 Anti-inflamatórios e antipruriginosos . . . . . . . . . .78

4.17.5 Fármacos adstringentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .79

7.6 Agentes queratoplásticos, queratolíticos e antimitóticos. ................................... . . . . . . . . . . . . . . . . . 79

4.17.7 Agentes bloqueadores ultravioletas . . . . . . . . . . 79

4.17.8 Fármacos usados no tratamento da acne e psoríase . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79

4.18 VITAMINAS E MINERAIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80

4.19 FÁRMACOS UTILIZADOS NO TRATAMENTO DA OBESIDADE . . . . . . . . . . . . . . . 81

4.20 FÁRMACOS PARA USO OFTALMOLÓGICO .. . . 82

4.21 AGENTES TÓXICOS, ANTÍDOTOS E OUTRAS SUBSTÂNCIAS

USADAS EM ENVENENAMENTO. . . . . . . . . . . . . . .. . . 83

4.21.1 Geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .......83

4.21.2 Específicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .   83

MISCELÂNEA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 84

4.22.1 Drogas de vício e abuso. . . . . . . . . . . .  . . . . . . . . 84

4.22.2 Fármacos usados no tratamento da dependência às drogas . . . . . . . . . . . . . . . . 84

4.22.3 Fármacos agonistas e antagonistas colinérgicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85

4.22.4 Agentes ambientais . . . . . . . . . . . . . . . .......... . . . 86

4.22.5 Repelente. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . 86

4.22.6 Alimentos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ........ 87

4.22.7 Fitoterápicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  87

4.22.8 Cosméticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  89

4.22.9 Fármacos não classificados nas seções anteriores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 89

REFERÊNCIAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 90

 

APÊNDICE – GALACTAGOGOS E INIBIDORES DA LACTAÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 91

 

Baixe (dê um downlod) todo o MANUAL aqui no aleitamento.com

 

 


Última atualização: 15/02/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital