Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

Mamoplastia e Aleitamento

Por: Dr. Marcus Renato

UMA NUTRIZ SUBMETIDA A MAMOPLASTIA REDUTORA PODE AMAMENTAR ?

A possibilidade de a mulher amamentar depois de uma mamoplastia depende do tipo de cirurgia e de técnicas específicas utilizadas, se conexões nervosas foram danificadas, e da quantidade de tecido removido. Geralmente, o aleitamento materno é possível após cirurgias de aumento das mamas. A produção de leite após a redução operatória é freqüentemente inadequada para manter a amamentação exclusiva. Provavelmente, é maior se o cirurgião tomou cuidado em preservar terminações nervosas, ductos lactíferos, e vasos sanguíneos intactos. O aleitamento é melhor sucedido se a técnica do pedículo (a aréola e o mamilo permanece preso a glandula mamária, enquanto o tecido é removido) é realizada; adequada drenagem do leite é raramente possível com a técnica do mamilo livre (o mamilo é removido e recolocado).
Recomendamos

* Levar em consideração o tipo de cirurgia praticada. Se a cicatriz cirúrgica for não peri-areolar, a mãe é mais propensa a ser capaz de sustentar a amamentação sem complementação.

* Aconselhar a nutriz que o aleitamento materno é possível e encorajá-la a iniciar o amamentação o mais cedo possível e com bastante freqüência. A capacidade de produzir leite entre as mulheres varia muito e não pode ser prevista. Cada caso deve ser considerado individualmente.

* Monitorizar cuidadosamente a nutriz e verificar sinais de produção e ejeção láctea. Acompanhar o lactente, seu adequado crescimento, hidratação e funções de eliminação.

* A adequação no início pode não ser preditora da suficiente produção láctea posterior, quando o lactente requerer volumes cada vez maiores. O "follow-up" é necessário para assegurar-se que a transferência do leite está possibilitando a sustentação do crescimento.

* As técnicas de oferta de suplementação, no caso de necessidade de nutrição adicional deve ser: por copo e por sistemas de sondas naso-gástrica colocada junto a aréola-mamilo (sistema de relactação ou lactação adotiva).
Referências

- Higgins, S. Haffty BF: Pregnancy and lactation after breast-conserving therapy for early stage breast cancer. Cancer 73:2175-80, 1994.
- Marshall DR, Callan PP, Nicholson W: Breastfeeding after reduction mammaplasty. Br J Plast Surg 47:167-79, 1994.
- Riordan, J. & Auerbach, KG – "Amamentação – guia prático" Ed. Revinter, RJ, 1999.
- Riordan, J, and Auerbach, KG: Breastfeeding and Human Lactation. Boston: Jones and Bartlet Publishers, 1993; (Chapter 14, "Breast-Related Problems") see especially pp. 387-90; (Chapter 11, "Breast Pumps and Other Technologies,") see especially pp. 317-22.
- Valdes, V, Sánchez, AP, Labbock, M. – "Manejo clínico da lactação – assistência à nutriz e ao lactente" Ed. Revinter, RJ, 1996.
- Widdice, L: The effects of breast reduction and breast augmentation surgery on lactation: an annotated bibliography. J Hum Lact 9:161-67.
Prof. Marcus Renato de Carvalho
Faculdade de Medicina da UFRJ


Última atualização: 2/12/2010

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital